Trabalhar na Itália 2021

Todos os lugares do mundo sofreram e ainda sofrem com a pandemia do Corona Vírus.

Alguns países já se encontravam em crise há muito tempo.

Com a Itália não foi diferente, desde 2008, com uma crise financeira que atingiu esse país e que balançou a União Europeia com um nível de desemprego por volta de 9% e um PIB de 1,885 está tentando se recuperar dos danos sociais causados desde então.

Mas nem todos os indicadores da economia italiana são ruins. Ele continua sendo o 8º país mais rico, faz parte do G8 e está sempre em busca de novos talentos, novos perfis e funcionários qualificados para trabalhar lá. E abrirá novamente, suas fronteiras na metade de maio de 2021.

Só que para trabalhar na Itália é necessário morar legalmente lá, através da cidadania europeia, Italiana, visto de trabalho ou de estudante.

Há três categorias de vistos de trabalho a saber:

- SUBORDINATO, concedido por vínculo empregatício;

- AUTONOMO, concedido a sócios de empresas, profissionais autônomos ou liberais;

-STAGIONALE, específico para trabalhos sazonais.


Outro segredo é buscar trabalho com baixa procura pelos Italianos e boa parte deles são manuais exemplo: padeiro, esteticista, artesão, costureiro, cozinheiro, marceneiro, encanador , mecânico, essas vagas mudam conforme a região.

No Norte do país, possui fama de ter mais empregos, por ser mais rico;

Em Roma as oportunidades estão voltadas para TI e trabalhos manuais;

Em Milão é vista como uma cidade industrializada, as áreas de destaque são TI voltado para o desenvolvimento de aplicativos, comunicação, engenharia, exportação e importação, logística, vendas, comércio.


Todo sonho envolve muito planejamento. Comece agora! Invista em um bom curso de Italiano. Elabore um bom currículo europeu.

Alguns sites de agencias de emprego para procurar emprego na Itália:

Então resumindo as dicas são:

  • Seja um imigrante legal.

  • Parle Italiano!

  • Faça cursos!

  • Crie um currículo europeu.

  • Use a internet na procura por emprego.

  • Procure agências de emprego.

  • Faça o HACCP. É um certificado essencial para desempenhar funções na Itália que lidem com alimentos e bebidas. Para conquistá-lo faça o curso que custa de €100 a €120.

  • Trabalho voluntário é uma opção.

  • Trabalho de verão.

Será fácil, pode ser, ou não, mas será uma experiência fantástica que você levará para a vida.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo